A NATUREZA CANCEROSA DA COISA PÚBLICA

            Suponha que você abra  um pequeno negócio: uma loja de roupas, por exemplo; até você abri-la, vai suar muito e aplicar dinheiro, em estoque, aluguel, papelada com o contador, obtenção do CNPJ, cadastro da loja no Ministério do Trabalho, no INSS, nas secretarias de fazenda nacional, estadual e municipal; vai pagar PIS, FGTS, IPTU, ICMS, SEBRAE, IRPJ (imposto de renda), COFINS, taxa de incêndio, água, luz etc… Primeiro você começa sozinho, depois põe um filho ou a esposa para ajudar; o negócio cresce e você precisa contratar um empregado. Claro que você vai escolher, pois um bom comerciário tem, antes de tudo, de saber lidar com pessoas, ter paciência, boa aparência (não no sentido de ser bonito, mas asseado, penteado, barbeado, decentemente vestido, esperto, pontual, assíduo, dedicado e simpático); aí um parente seu pede que você empregue um filho que é o contrário disso tudo. Você vai contratá-lo? É claro que não. Nem o seu filho, se não corresponder ao perfil acima, você contrataria, porque você iria à falência.  Você cuidará diligentemente do seu ganha-pão, pois sabe que qualquer negócio mal tocado quebra. Sabe por que você fará isso tudo? Porque é seu instinto de sobrevivência, e é o olho do dono que engorda o boi. É A COISA PARTICULAR QUE ESTÁ EM JOGO. Você não contratará mais ninguém se não precisar ou só para agradar a alguém. Será dinheiro saído do seu bolso.

 Agora veja o que é a coisa pública: fulano ganhou as eleições para prefeito de um pequenina cidade, com somente quatro ruas. O orçamento do município não dá para as despesas de limpeza e iluminação públicas, mas o salário dele e dos vereadores  é acima de R$5.000,00, coisa que nenhum deles obteria na atividade privada nem ganhava antes de ser eleito; o município recebe vários repasses do governo federal e do estado: royalties, FPM, FUNDEB, SUS, IVC etc… A educação vai mal, as professoras ganham pouco, nunca tem médico no posto de saúde…Mas o município tem várias secretarias: da pesca, do turismo, da saúde, da educação, da inclusão social, da fazenda, do comércio, da agricultura, de governo, do planejamento, da mulher, das minorias…Mais de dez. Nenhum secretário ganha menos de R$ 3.000,00. No total, somando todos os que vivem de verba pública, e seus parentes,  dá mais de 1.000 pessoas. E o município tem 5.000 habitantes. Todos os vereadores querem mais cargos para enfiar os parentes que não deram para nada, as  amantes, os amigos e os parentes dos amigos. Nos contratos de obras, todos levam 10% de comissão debaixo do pano; a estrada não foi ainda asfaltada, mas já tem três barreiras   eletrônicas, que juntas ficaram em R$ 300.000,00; a câmara de vereadores contratou uma empresa de publicidade, do filho um vereador e do namorado da filha do prefeito, por R$500.000,00, para fazer propaganda turística do município, que nada tem digno  de turismo; os vereadores passam as duas reuniões da semana, das 17 às 19 horas, trocando os nomes das ruas, de Duque de Caxias, Osvaldo Cruz, Santos Dumont e Castro Alves para Zé das Coves, Zé das Arruelas, Zé Mané, Franfrilino Paraguassu e Filofrena Birichu, todos parentes deles.  Esse quadro tragicômico é a realidade de uma grande parte dos municípios brasileiros. Sabe o que é isso? A COISA PÚBLICA, que cresce descontrolada, como metástase cancerosa. Essa gente nunca trabalhou dia e noite, arduamente, anos a fio, nunca produziu bens ou serviços  e,  se produziu, foi por pouco tempo e com má vontade. O que eles gostam mesmo é de passear de carro preto oficial, ir a simpósios, congressos, inaugurações, palanques, visitas ao governador, passeios, hotéis de cinco estrelas,  isso tudo com o SEU dinheiro arrancado pelos impostos. É nesse câncer que o comunismo, socialismo e todos os  seus parasitas que vivem alardeando essas doutrinas  se alimentam. É nisso que o Brasil está se transformando, e de modo acelerado. Se depender deles, teremos mais 50 estados, 10 mil municípios, 10 mil deputados,  500 mil vereadores, duzentas estatais. Eles adoram a palavra “justiça social”, “mundo mais justo e solidário”, “terceira via”, “excluídos”, “estratégica”, “economia solidária”, “famintos”, vivem repetindo isso o tempo todo. Você já ouviu de um bom trabalhador, um bom empregado, um bom dirigente  lojista, um bom médico, um bom criador, um bom agricultor, que algum deles  quer a “construção do socialismo”? Você jamais vai ouvir isso da boca de quem trabalha o dia inteiro e produz bens e serviços para o país progredir. Você só vai ouvir isso de sindicalista, comunista, agitadores, eternos prefeitos, vereadores e demais políticos profissionais, todos eles fracassados na profissão de origem, se é que tiveram alguma; esse tipo de gente nunca mais  se preocupa com as finanças pessoais,  depois que todos viram “homens públicos”. Essa é a NATUREZA DA COISA PÚBLICA, DO COMUNISMO E SEUS ASSEMELHADOS. SÃO OS PARASITAS DA PARTE SADIA DA  SOCIEDADE. POR ISSO ESSA GENTE NUNCA FALA  EM REDUZIR A CARGA TRIBUTÁRIA, EM SIMPLIFICAR OS IMPOSTOS, EM DIMINUIR AS DESPESAS. NUNCA SENTIRAM NA PELE  O QUE É TER DE CONTROLAR SUAS DESPESAS. ESTÃO SE LIXANDO PARA ISSO. É  VOCÊ, QUE TRABALHA E PRODUZ PARA SUSTENTAR ESSES VAGABUNDOS, QUEM TEM DE SE PREOCUPAR COM CARGA TRIBUTÁRIA. ENTENDEU, AGORA?

Anúncios

Sobre ultradireitaemmarcha

~Brasileiros de ultradireita, defensores da família, da propriedade privada licitamente constituída, da livre iniciativa, da economia de mercado, das tradições cristãs ocidentais, da liberdade e da responsabilidade individual na manutenção e fortalecimento da pátria e do Estado como subordinado à sociedade, não o contrário.
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s