A QUESTÃO HOMOSSEXUAL NAS FORÇAS ARMADAS

Acompanhe e avalie:

Seu filho de 8 anos pede para dormir na casa do amiguinho de classe; você faz algumas perguntas e fica sabendo que os “pais” do coleguinha são pessoas de bem, ambos trabalham, são muito educados e carinhosos com o filho, mas são dois homens, que o adotaram quando criança. VOCÊ PERMITIRIA?

Agora acompanhe e avalie:

Seu filho, com 18 anos, está servindo nas Forças Armadas, subordinado à disciplina militar, podendo ser mandado acampamentos, manobras, para a guerra, sendo obrigado por lei a obedecer irrestritamente seus superiores, que terão o poder de prendê-lo imediatamente, em caso de transgressões ou desobediência; você fica sabendo por um telefonema que, neste momento, ele está no gabinete do comandante da unidade, já há meia hora, estando a lâmpada vermelha sobre a porta ACESA (há uma lâmpada vermelha sobre a porta do gabinete de todo comandante de unidade, que significa, quando acesa: entrar somente em caso de incêndio ou ataque, e mesmo assim bater antes): o comandante está escolhendo hoje seu ordenança (soldado designado para cuidar das coisas pessoais do chefe, praticamente o tempo todo, com livre trânsito ATÉ à residência oficial deste). Quanta honra seria se seu filho fosse o escolhido, não?! Pensa você. Só que o interlocutor o alerta: O COMANDANTE É HOMOSSEXUAL DECLARADO E SEU FILHO ACABOU DE SER ESCOLHIDO SEU ORDENANÇA. COMO VOCÊ REAGIRIA? COMO RECEBERIA ESTA NOTÍCIA? ESSE É UM OBJETIVO DOS COMUNISTAS, ESQUERDISTAS E OUTROS QUE DEFENDEM A OFICIALIZAÇÃO DA “LIVRE EXPRESSÃO DA OPÇÃO SEXUAL”: INTRODUZI-LA LEGALMENTE ATÉ NAS FORÇAS ARMADAS, OBRIGÁ-LO A ACEITAR COMO ABSOLUTAMENTE NORMAL UMA CONDUTA TOTALMENTE CONTRÁRIA ÀS LEIS BIOLÓGICAS E SOCIAIS DE TODOS OS POVOS, EM TODAS AS ÉPOCAS.

Anúncios

Sobre ultradireitaemmarcha

~Brasileiros de ultradireita, defensores da família, da propriedade privada licitamente constituída, da livre iniciativa, da economia de mercado, das tradições cristãs ocidentais, da liberdade e da responsabilidade individual na manutenção e fortalecimento da pátria e do Estado como subordinado à sociedade, não o contrário.
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s